HISTÓRIA DA ILHA DE FERNANDO DE NORONHA

Formada há 12 milhões de anos pela erupção deum vulcão submarino, o Arquipélago de Fernando de Noronha é considerado um dos lugares mais bonitos do planeta. Possui um ecossistema único, com uma flora e uma fauna terrestre e marinha muito rica e específica. Seus encantos se apresentam em cima e embaixo d’água. Situado a 545 km de Recife e a 360 km de Natal, é composto pela ilha principal, única a ser habitada com cerca de 5.000 moradores e que lhe dá o nome, além de mais 20 ilhotas e rochedos. Descoberto em 1503 por Américo Vespúcio, fez parte da capitania de Pernambuco, tendo sido ocupado por franceses e holandeses. Depois de muitos sob administração federal, foi reincorporado ao território pernambucano pela Constituição de 1988.

A quantidade de turistas e visitantes é controlada com o intuito de manter a preservação e diminuir os impactos que a ocupação humana causa ao meio ambiente. Desta forma, existe a cobrança da TPA (Taxa de Preservação Ambiental) à todos os visitantes e o seu valor varia de acordo com o tempo de permanência na ilha. Para maiores informações acesse o site: www.noronha.pe.gov.br

O Parque Nacional Marinho de Fernando de Noronha (PARNAMAR) ocupa cerca de 70% do arquipélago, foi criado com o objetivo de valorizar os ambientes e a beleza cênica local, protegendo os ecossistemas marinhos e terrestres, preservando a fauna, a flora e os demais recursos naturais. Administrado e fiscalizado pelo Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade (ICMBio), as regras de uso e visitação das áreas do parque são mais restritas e rigorosas.

A Área de Proteção Ambiental (APA) representa 30% da ilha principal e destina-se a ocupação urbana que dispõe de comércio, habitações, pousadas, restaurantes, aeroporto, praças, escolas e hospital. Tem por objetivo proteger e conservar a qualidade ambiental e as condições de vida da fauna e flora, compatibilizar o turismo e conciliar a ocupação humana com a proteção do meio ambiente.

Em busca de uma excelência na qualidade dos serviços prestados aos visitantes de Noronha, a empresa EcoNoronha recebeu a concessão da área do Parque, que investe em revitalização e manutenção das trilhas e mirantes, na melhoria do acesso e sinalização de algumas praias, construindo PIC’s (Postos de Informação e Controle), com lojas de conveniência, alimentação, chuveiros, banheiros, locais para aluguel de equipamentos de mergulho e bicicletas, com algumas adequações aos portadores de necessidades especiais. É necessário pagar uma taxa para o uso da área do Parque. Para saber o valor da taxa e outras informações, acesse o site www.parnanoronha.com.br

A Praia do Sancho, situada dentro da área do Parque Nacional Marinho, já foi eleita, por duas vezes consecutivas, a praia mais bonita do mundo, segundo o site TripAdvisor.

Por abrigar uma natureza exuberante, com lindas praias, baías, rochedos e possuir um ecossistema rico em biodiversidade, o arquipélago recebeu da UNESCO o título de Patrimônio Natural da Humanidade.